» Blog


23/11/2017

AGV projeta vendas até 7% maiores no Natal


As vendas de Natal no Rio Grande do Sul deverão ter um crescimento nominal entre 5% e 7%, comparado com igual período de 2016. A projeção é da Associação Gaúcha para Desenvolvimento do Varejo (AGV) com base em levantamento feito com entidades representantes de 135 entidades que reúnem 27 mil lojistas gaúchos. Conforme o presidente da entidade, Vilson Noer, o maior ânimo no varejo gaúcho se deve a três variáveis: à inflação, que caiu dos dois dígitos para 3%; à menor taxa de juros, que está em 7% contra 14% no ano passado; e a melhora nos indicadores de geração de empregos e que respondem pela confiança decisiva para melhores desempenhos do varejo.

“As últimas razões macroeconômicas nos indicam melhoria da economia no Brasil, principalmente através de sinais de redução dos índices inflacionários e que beneficia o consumidor, associada à queda na taxa de juros do crediário e dos cartões de crédito. Outro fator é a curva do emprego, que revela sinais de retomada de contratações, o que fará com que as pessoas tenham  mais renda para investir em bens de consumo. Isso tudo somado gera um aspecto fundamental para o Rio Grande do Sul que é a confiança do consumidor”, analisa Noer.

Para o dirigente, como os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), apresentam um aumento no número de contratações acima de 1 milhão de pessoas no ano, a confiança de empresários e consumidores será determinante para o desempenho do setor. “Há mudança da curva que vinha indicando permanente crescimento do desemprego e, na medida que nós começamos a ver esse sinal de volta da contratação de pessoas – sem dúvida nenhuma – podemos acreditar em elevação da renda familiar e a recuperação do otimismo retomada do crescimento”, comenta.

Fonte: AGV

 


Veja também:


14/12/2017

» Confiança dos empresários do comércio cresce 8,1% em novembro e consolida quarta alta consecutiva

14/12/2017

» Índice de endividamento das famílias gaúchas em novembro é de 68,8%

14/12/2017

» Doe seu imposto de renda e auxilie na ampliação e manutenção do Asilo


Comentários: