» Blog


22/01/2019

Pesquisa da Fecomércio aponta melhoria econômica na vida dos gaúchos


A Federação do Comércio de Bens e Serviços do Rio Grande do Sul (Fecomércio-RS) divulgou os resultados da Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic) de 2018. O estudo mostrou uma redução em diversos indicadores com relação ao período anterior. Um exemplo é o percentual de famílias endividadas de dezembro do ano passado, que ficou em 65,1%. O índice do mesmo mês de 2017 fechou em 70%. 
Outro importante recuo foi a taxa de entrevistados que se consideravam com pendências críticas, percentagem que teve queda superior a 14%. O principal causador de dívidas é o cartão de crédito, conforme a grande maioria dos entrevistados. Este gerador é seguido pelos carnês, crédito pessoal e financiamentos de carro. Destaca-se que um dos fatores que mais anima o mercado é o decréscimo no dado referente à inadimplência. De 2017 para 2018 foi verificada uma redução de 45,6% para 17,5% no indicativo.
O presidente da Fecomércio-RS, Luiz Carlos Bohn, comenta que há um clima positivo, que afeta o desempenho da economia. Ele observa que as empresas voltaram a contratar, justamente por terem uma maior confiança, e defende que a situação faz parte de um movimento cíclico, que vem depois de um período de grave crise. No entanto, o presidente também reconhece que a crescente se deve às boas expectativas quanto ao novo governo.
Para Bohn, melhora da economia deve gerar uma queda nos índices de inadimplência. Com este recuo, os lojistas e empreendedores como um todo devem ter maior segurança para investir. A partir deste quadro, projeta-se um cenário ainda melhor para o ano de 2019.

 


Veja também:


21/10/2019

» SINDI ESTÁGIOS/CES firma parceria com o CIEE

21/10/2019

» Palestra sobre Cadastro Positivo com os Oscar Frank

21/10/2019

» CES doa alimentos após evento


Comentários: